EM ALTA

Martini - Advocacia, Assessoria e Consultoria Jurídica

Moro pediu demissão, e agora?

O ministro Sérgio Moro não é mais ministro. Então ele é ex-ministro. Ele que foi idolatrado por boa parte do Brasil por causa da operação Lava Jato que colocou vários corruptos na cadeia, e também o maior peixe de todos; o Lula.

Eu não queria comentar sobre isso, porque é sim uma grande perda para o governo, pelo status do Moro. Mas brincando com um amigo nos comentários no Facebook eu comecei a me soltar. Então vou colocar aqui a "entrevista" para expressar a minha opinião.


 Fábio Paula Imburana: Mas oque vc acha da saida do moro?? Responde ai so pra dar um leve disc.... 😂😂😂😂😂😂


 Paulo Jhonatan: Eu fico com a frase do Bolsonaro: "Uma coisa é você admirar uma pessoa. Outra coisa é conviver com ela."

Se as ideias do Moro e do Jair não estavam se batendo, então era melhor não trabalharem juntos mesmo. E como o presidente é o Bolsonaro e o herói é o Moro, um manda e o outro é endeusado.

E só pra reiterar. Eu votei foi no Bolsonaro e não no Moro.

Uffa... aliviei


 Fábio Paula Imburana: Ótimo.. e você acha que as coisas que moro falou, ele foi certo em dize-las??


 Paulo Jhonatan: Eu acho que, como patriota, ele deveria manter sigilo entre as conversas dele e do presidente. Pra não encher o balde da mídia e da oposição que só quer ver o Brasil ruir.

Ele deveria ter saído e dito apenas que não podia mais continuar trabalhando com o presidente pq as ideias divergiam. Mas ele entregou um prato cheio pra oposição e pra Globo.

Achei isso anti-patriótico.


 Fábio Paula Imburana: Vc não acha uma manobra dele para as eleições de 2022??


 Paulo Jhonatan: Acho que não seria uma manobra. E se fosse, seria muito mal pensada.

Há algumas coisas questionáveis sobre o tempo que o Moro passou como ministro. Ele foi o homem que pôs o Lula na cadeia, mas quando se tornou ministro, Lula saiu.

Nesse tempo, conseguiram encontrar o assassino de Marielle, mas não conseguiram encontrar quem pagou o Adélio, pagou os Advogados do Adélio para tentar matar o presidente.

Então, as políticas de Moro não foram tão efetivas assim. Sendo que, em qualquer outra democracia, qualquer pessoa que tentasse contra a vida de um presidente ou candidato a presidência, seria investigado até tudo ser esclarecido.

Houve algumas falhas nesse seu tempo como ministro.

O que o deixou mais pistola, foi o seu pacote anti-crime não passar como ele queria.

E de quem é a culpa? do presidente?

Não. Dos deputados e senadores que os brasileiros votaram.


 Fábio Paula Imburana: Ótimo muito obrigado estive aqui hoje cm PJ e esse foi mais um facetime boa tarde kkkk


 Paulo Jhonatan: Boa tarde kkk


E essa foi minha opinião respondida em forma de entrevista. Obrigado
Postagem Anterior Próxima Postagem