EM ALTA

Martini - Advocacia, Assessoria e Consultoria Jurídica

A máfia das tomadas de 3 pinos

Um pequeno buraco centralizado por esconder um dos maiores esquemas de corrupção contra o consumidor brasileiro. E isso aconteceu justamente como acabei de mencionar, um buraco centralizado no meio das tomadas que causou muita dor de cabeça na população, com uma desculpa esfarrapada de melhorias na segurança, mas que não passou de mais um esquema de corrupção envolvendo o ex-presidente, hoje presidiário, Lula.

O assunto em questão foi a aprovação de um novo modelo de tomadas para as casas das pessoas, uma mudança nos plugs dos eletrodomésticos que movimentou milhões de reais, e que você vai saber aqui agora.

Na época em que recorria essa conversa eu era bem jovem e desligado de qualquer questão política que envolvesse mudanças na sociedade. Eu era um jovem que queria apenas terminar os estudos, fazer uma faculdade, trabalhar e etc.. Não pensava que tudo que acontecia nos mundos que eu me omitia participar, me afetaria de alguma forma.

Porém, hoje em dia o assunto das tomadas de três pinos voltou a tona, visto que o presidente Jair Bolsonaro agora quer acabar com as tomadas de três pinos. então saí a pesquisar mais sobre o assunto. Eu já sabia que tudo tinha sido parte de um esquema de corrupção, mas queria saber mais.

Então achei essa matéria no site Exata News que diz:


Tomada de 3 pinos um golpe de corrupção contra o consumidor

A mudança para a tomada de três pinos custou, aos brasileiros, pelo menos R$ 1,4 bilhão. Na Época, o repórter Bruno Abbud tentou reconstruir a história da decisão. Descobriu que, se houve lobby, foi no nível técnico do Inmetro, e não nos escalões mais altos. Levantou, também, que se uma empresa se beneficiou foi a multinacional francesa Pial Legrand.

Foi a que teve agilidade para colocar mais rápido, no mercado brasileiro, tomadas no novo padrão. Comprou de presto, além disso, empresas de extensões e adaptadores que estavam crescendo com a mudança.

O formato brasileiro é baseado no padrão estabelecido pela Comissão Eletrotécnica Internacional (IEC). Só Brasil e África do Sul o adotaram. Na época, o rumor circulante é de que a Pial já estaria com o maquinário pronto para fabricá-las. Seus executivos o negam.

O argumento do Inmetro é de que o novo padrão diminuiria choques. Segundo o SUS, o número de mortes por choques não mudou da adoção para cá. A recomendação da União Europeia é de que a padronização internacional é desnecessária.

Armando Mariante Carvalho Júnior, que dirigia o Inmetro e assinou a portaria que impôs o padrão, hoje é investigado pela Lava Jato. Também ex-vice-presidente do BNDES, é acusado de ter ajudado na concessão de empréstimos fraudulentos para José Carlos Bumlai, amigo de Lula.

E logo abaixo desse artigo, estava o comentário de um senhor, chamado Mauro Roberto, que dizia:

Na verdade foi pensado em uma tomada segura. Porém, esqueceram que o Brasil vai levar 200 anos para ter terra em todas as residências, esqueceram que a gama de produtos que vem de fora tem outro tipo de plugue, esqueceram que se você tirar o pino terra vai perder a garantia do produto comprado aqui, esqueceram que para pode usar a maioria dos produtos eletro-eletrônicos será necessário um adaptador, esqueceram que um adaptador é um enorme risco de acidentes, incêndios e com graves consequências como as presenciadas ultimamente; não falam do número de acidentes que aumentou 4x mais depois deste novo modelo dito o "mais seguro", esqueceram que um adaptador deixa meus dedos expostos ao pino já envernizado. Parece que só não esqueceram de criar uma ideia de faturar com a venda de adaptadores. Ou será que esqueci de alguma coisa!!

Percebendo a indignação na escrita, misturada com um certo sarcasmo, fui dar mais uma vasculhada em outros sites, como o Ilumina, e percebi o mesmo sentimento de reprovação pelos novos plugs e tomadas, e mais um agregado da história. Os links estão no final do post para você mesmo conferir.

Agora vejamos alguns comentários do site Ilumina. Uns prós e outros contra:



Você pode pesquisar mais a fundo sobre o tema na internet e achará muitos sites e blogs falando sobre tal. Eu não dei minha opinião direta pois, como disse, não pude acompanhar - na época - o caso com mais atenção. Mas quando se trata de corrupção em tempos de governo petista, tudo é possível. E isso me revolta.

Então, estamos sabidos sobre o caso. Espero ter ajudado a solucionar qualquer dúvida ou falta de entendimento sobre o acontecido.

Deixe seu comentário sobre o que você acha de tudo isso, e compartilhe o conteúdo nas redes sociais.

Referências:
Postagem Anterior Próxima Postagem